DST Brazilian Journal

Jornal Brasileiro de DST

Missão

Ser um instrumento idôneo e confiável de disseminação de conhecimento científico de qualidade na área de deessetologia – DST.

Visão

Ser reconhecido como um periódico científico de qualidade e eficiência internacional


Conselho Editorial

Editor-Chefe
Mauro Romero Leal Passos (RJ)
Editores
Angélica Espinosa Miranda (ES)
José Eleutério Junior (CE)
Mariângela Silveira (RJ)
Newton Sergio de Carvalho (PR)
Paulo César Giraldo (SP)
Editores Assistentes
Dennis de Carvalho Ferreira (RJ)
Felipe Dinau Leal Passos (RJ)
Mariana Dinau Leal Passos (RJ)
Comissão Editorial
Adele Schwartz Benzaken (AM)
Geraldo Duarte (SP)
Gesmar Volga Haddad Herdy (RJ)
Gutemberg Leão de Almeida Filho (RJ)
Iara Moreno Linhares (SP)
Ivo Castelo Branco Coêlho (CE)
Ledy do Horto dos Santos Oliveira (RJ)
Maria Luiza Bezerra Menezes (PE)
Mauro Cunha Ramos (RS)
Roberto de Souza Salles (RJ)
Rosane Figueiredo Alves (GO)
Tomaz Barbosa Isolan (RS)
Vandira Maria dos Santos Pinheiro (RJ)
Walter Tavares (RJ)
Comissão Editorial Internacional
Alícia Farinati (Argentina)
Enrique Galbán García (Cuba)
Peter Piot (UNAIDS-Suíça)
Rui Bastos (Moçambique)
Steven Witkin (EUA)
Assistentes de Edição
Priscilla Madureira Frauches Faria (RJ)
Secretaria
Dayse Felício (RJ)
Editoração e Copydesk
Zeppelini Editorial
www.zeppelini.com.br

Direcionamento, Distribuição, Indexação, ISSN

DST – Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis é direcionado aos sócios da SBDST, assinantes, bibliotecas, centros de referência, ginecologistas, urologistas, infectologistas, dermatologistas, clínicos, programas saúde da família e entidades com convênio. É trimestral, com tiragem de 3.000 exemplares.
Todo o conteúdo de toda a coleção, desde 1989 é disponibilizado, gratuitamente, na rede mundial de computadores em www.dst.uff.br
Indexação: LILACS EXPRESS
Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde, Library of the Congress – WC – 140

Normas de publicação – Instruções aos AutoresRequisitos Uniformes Escrevendo e Editando- ICMJColeção JBDST
Fascículos publicados de 1989
Atual
Assine o Jornal Brasileiro de DSTDeclaração de Ética e Mau Uso da Publicaçao

A publicação de um artigo em uma revista que conta com revisão por pares é essencial para nossa publicação, “Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis (JBDST)”.

É importante que alguns padrões de comportamento ético sejam aceitos por todas as partes envolvidas no ato da publicação: autor, editor, revisor e editora.

Nossas declarações sobre ética estão baseadas no COPE’s Best Practice Guidelines para Editores de Publicações.

Princípios éticos para publicações

A publicação de um artigo em revistas com revisão por pares é parte importante do desenvolvimento de uma rede de conhecimentos coerente e respeitada. É uma reflexão direta da qualidade do trabalho dos autores e instituições que os apoiam. Artigos com revisão por pares apoiam e sustentam o método científico. Portanto, é importante que alguns padrões de comportamento ético sejam seguidos por todos os envolvidos no ato da publicação: autor, editor, revisor, editora e sociedade.

Deveres e responsabilidades gerais dos Editores

Os editores são responsáveis por decidir quais artigos submetidos ao jornal devem ser publicados.

Os editores se baseiam nas políticas do conselho editorial do jornal e estão limitados pelos requerimentos vigentes referentes à difamação, infração de direitos autorais e plágio. Os editores podem consultar outros editores ou revisores para tomar esta decisão.

Os editores se esforçam para atender às necessidades dos leitores e dos autores; constantemente melhorar a publicação; garantir a qualidade do material publicado; primar pela liberdade de expressão; manter a integridade do registro acadêmico; evitar que necessidades do negócio comprometam padrões intelectuais. Eles sempre estão à disposição para publicar correções, esclarecimentos, retratações e desculpas, quando necessário.

Relação com autores

Os editores tomam todas as precauções para garantir a qualidade do material publicado, reconhecendo que as publicações e suas seções têm objetivos e padrões diferentes.

A decisão dos editores de aceitar ou rejeitar um estudo para publicação se baseiam somente na importância, originalidade e clareza do artigo, assim como na relevância do estudo para a publicação.

Fair play

Um editor deve avaliar os manuscritos considerando seu conteúdo intelectual, sem relação com raça, gênero, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, cidadania ou filosofia política dos autores.

Confidencialidade

O editor e membros da equipe editorial não podem divulgar nenhuma informação sobre um manuscrito submetido para ninguém que não seja o autor correspondente, revisores, potenciais revisores e outros conselheiros editoriais, assim como a editora, quando apropriado.

Divulgação e conflitos de interesse

Materiais não-publicados divulgados em um manuscrito submetido não podem ser utilizados para fins de pesquisa do editor sem o consentimento do autor por escrito.

Deveres dos Revisores

Contribuição para Decisões Editoriais

A revisão por pares ajuda o editor a tomar decisões editoriais, e as comunicações com o autor também podem auxiliar o mesmo a melhorar o artigo.

Pontualidade

Qualquer revisor selecionado que não se sinta qualificado para revisar o estudo ou que saiba que será impossível revisá-lo no prazo estipulado deve notificar o editor e se afastar do processo de revisão.

Padrões de Objetividade

As revisões devem ser objetivas. Críticas pessoais ao autor são inapropriadas. Os revisores devem expressar seus pontos de vista com clareza baseados em argumentos.

Reconhecimento de Fontes

Os revisores devem identificar trabalhos publicados relevantes que não tenham sido citados pelos autores. Qualquer declaração envolvendo observações, derivações ou argumentos que já tenham sido relatados deve ser acompanhada da citação relevante. Um revisor também deve chamar a atenção do editor para qualquer semelhança ou repetição entre o manuscrito considerado e qualquer outro artigo publicado do qual tenham conhecimento.

Publicação e Conflito de Interesse

Informação privilegiada ou ideias obtidas por meio da revisão por pares devem ser confidenciais e não podem ser utilizadas para vantagem pessoal. Os revisores não devem considerar manuscritos se tiverem conflitos de interesse resultantes de relações competitivas, colaborativas ou outra conexão com algum dos autores, empresas ou instituições ligadas aos estudos.

Deveres dos Autores

Padrões de Relato

Autores de relatos de pesquisa original devem apresentar um relatório preciso dos estudos realizados, assim como um argumento objetivo sobre seu significado. Dados extras devem ser representados corretamente no artigo. Um artigo deve conter detalhes e referências suficientes para que outros possam replicá-lo. Declarações falsas ou sabidamente errôneas constituem comportamento antiético e não são aceitáveis.

Acesso e Retenção de Dados

Os autores devem fornecer dados originais ligados a um artigo para revisão editorial, e devem estar preparados para dar acesso público a esses dados (consistentes com a Declaração ALPSP-STM sobre Dados e Bancos de Dados), se possível, e devem sempre estar preparados para omitir esses dados durante algum tempo após a publicação.

Originalidade e Plágio

Os autores devem garantir que produziram trabalhos completamente originais, e se os autores utilizarem trabalhos e/ou palavras de outros, estes devem ser citados apropriadamente.

Publicação Múltipla, Redundante ou Repetida

Um autor não deve, de maneira geral, publicar manuscritos descrevendo basicamente a mesma pesquisa em mais de um jornal ou publicação. Submeter o mesmo manuscrito para mais de um jornal simultaneamente constitui comportamento antiético e não é aceitável.

Reconhecimento de Fontes

O reconhecimento apropriado do trabalho alheio deve existir sempre. Os autores devem citar publicações que foram importantes para determinar a natureza do trabalho relatado.

Autoria do Estudo

A autoria deve se limitar àqueles que fizeram contribuições significativas para a concepção, desenho, execução ou interpretação do artigo. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Se houver outras pessoas que participaram de forma subjetiva para a realização do artigo, estas devem ser reconhecidas ou listadas como colaboradoras.

O autor correspondente deve assegurar que todos os coautores apropriados e não-inapropriados sejam incluídos no estudo, e que todos os coautores tenham visto e aprovado a versão final do artigo, tendo concordado com sua submissão para publicação.

Riscos e Participantes Humanos ou Animais

Se o trabalho envolver químicos, procedimentos ou equipamentos que ofereçam qualquer risco inerente ao seu uso, o autor deve identifica-los com clareza no manuscrito.

Publicação e Conflitos de Interesse

Todos os autores devem publicar qualquer conflito de interesse financeiro ou substancial que possam influenciar os resultados ou a interpretação do seu manuscrito. Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser demonstradas.

Erros Básicos em Trabalhos Publicados

Quando um autor descobre um erro ou imprecisão significativo em seu trabalho publicado, é sua obrigação notificar o editor ou editora e cooperar para que o erro seja retratado ou corrigido.

Em busca do Comportamento Impróprio

Os editores têm o dever de agir se suspeitarem de má conduta. Essa responsabilidade se estende tanto a artigos publicados quanto aos não publicados.

Os editores não devem simplesmente rejeitar artigos que levantem dúvidas sobre possível má conduta. Eles têm a obrigação ética de investigar tais casos.

Os editores devem, primeiramente, procurar uma resposta por parte dos acusados. Se eles não ficarem satisfeitos com a resposta, devem solicitar que empregadores relevantes ou órgãos apropriados (talvez um órgão regulador) possam investigar. Os Editores devem estar de acordo com os fluxogramas do COPE.

Os editores devem fazer todos os esforços necessários para garantir que uma investigação seja conduzida; se isso não ocorrer, os Editores devem persistir para obter a resolução do problema. Este é um trabalho árduo, porém, importante.

Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis (JBDST)

Brazilian Journal of Sexually Transmitted Disease (BJSTD)

Brazilian Journal of STD

Mission

Be a suitable and reliable instrument to the dissemination of scientific
knowledge quality in deessetology area – STD

Vision

To be recognized as a journal of international quality and efficiency.


International Editorial Board

Editor-in-Chief :
Mauro Romero Leal Passos (RJ)
Editors:
Angélica Espinosa Miranda (ES)
José Eleutério Junior (CE)
Mariângela Silveira (RJ)
Newton Sergio de Carvalho (PR)
Paulo César Giraldo (SP)
Assistant Editors:
Dennis de Carvalho Ferreira (RJ)
Felipe Dinau Leal Passos (RJ)
Mariana Dinau Leal Passos (RJ)
Editorial Board:
Adele Schwartz Benzaken (AM)
Geraldo Duarte (SP)
Gesmar Volga Haddad Herdy (RJ)
Gutemberg Leão de Almeida Filho (RJ)
Iara Moreno Linhares (SP)
Ivo Castelo Branco Coêlho (CE)
Ledy do Horto dos Santos Oliveira (RJ)
Maria Luiza Bezerra Menezes (PE)
Mauro Cunha Ramos (RS)
Roberto de Souza Salles (RJ)
Rosane Figueiredo Alves (GO)
Tomaz Barbosa Isolan (RS)
Vandira Maria dos Santos Pinheiro (RJ)
Walter Tavares (RJ)
International Editorial Board:
Alícia Farinati (Argentina)
Enrique Galbán García (Cuba)
Peter Piot (UNAIDS-Suíça)
Rui Bastos (Moçambique)
Steven Witkin (EUA)
Editorial Assistants:
Priscilla Madureira Frauches Faria (RJ)
Secretariat:
Dayse Felício (RJ)
Publishing and Copydesk:
Zeppelini Editorial
www.zeppelini.com.br

Targeting and Distribution

STD – Brazilian Journal of Sexually Transmitted Diseases is directed to members of SBDST, subscribers, libraries, reference centers, gynecologists, urologists, infectious disease specialists, dermatologists, clinicians, family health programs and entities with an agreement. It is quarterly with a circulation of 3,000 copies.
All content of the whole collection since 1989 is available for free on the World Wide Web at www.dst.uff.br
Indexing:
LILACS EXPRESS Latin American Literature in Health Sciences, The Library of Congress – WC – 140

Publication Criteria – Instruction for AuthorsUniform Requirements Writing and Editing- ICMJCollection BJSTD 1989
Issues published from 1989
Current
Sign the Brazilian Journal of STDStatement of Ethics and Publication Misuse

Publication Ethics and Publication Malpractice Statement

The publication of an article in a peer reviewed journal is an essential model for our journal “Brazilian Journal of Sexually Transmitted Disease (BJSTD)”.

It is necessary to agree upon standards of expected ethical behavior for all parties involved in the act of publishing: the author, the journal editor, the peer reviewer and the publisher.

Our ethic statements are based on COPE’s Best Practice Guidelines for Journal Editors.

Ethical guidelines for journal publication

The publication of an article in a peer-reviewed journal is an essential building block in the development of a coherent and respected network of knowledge. It is a direct reflection of the quality of the work of the authors and the institutions that support them. Peer-reviewed articles support and embody the scientific method. It is therefore important to agree upon standards of expected ethical behaviour for all parties involved in the act of publishing: the author, the journal editor, the peer reviewer, the publisher and the society.

General duties and responsibilities of Editors

Editors are responsible for for deciding which of the articles submitted to the journal should be published.

The editors are guided by the policies of the journal’s editorial board and constrained by such legal requirements as shall then be in force regarding libel, copyright infringement and plagiarism. The editors may confer with other editors or reviewers in making this decision.

The editors strive to meet the needs of readers and authors; constantly improve the journal;ensure the quality of the material they publish; champion freedom of expression; maintain the integrity of the academic record; preclude business needs from compromising intellectual standards; always be willing to publish corrections, clarifications, retractions and apologies when needed.

Relations with authors

Editors take all reasonable steps to ensure the quality of the material they publish, recognising that journals and sections within journals will have different aims and standards.

Editors’ decisions to accept or reject a paper for publication are based only on the paper’s importance, originality, and clarity, and the study’s relevance to the remit of the journal.

Fair play

An editor at any time evaluate manuscripts for their intellectual content without regard to race, gender, sexual orientation, religious belief, ethnic origin, citizenship, or political philosophy of the authors.

Confidentiality

The editor and any editorial staff must not disclose any information about a submitted manuscript to anyone other than the corresponding author, reviewers, potential reviewers, other editorial advisers, and the publisher, as appropriate.

Disclosure and conflicts of interest

Unpublished materials disclosed in a submitted manuscript must not be used in an editor’s own research without the express written consent of the author.

Duties of Reviewers

Contribution to Editorial Decisions

Peer review assists the editor in making editorial decisions and through the editorial communications with the author may also assist the author in improving the paper.

Promptness

Any selected referee who feels unqualified to review the research reported in a manuscript or knows that its prompt review will be impossible should notify the editor and excuse himself from the review process.

Standards of Objectivity

Reviews should be conducted objectively. Personal criticism of the author is inappropriate. Referees should express their views clearly with supporting arguments.

Acknowledgement of Sources

Reviewers should identify relevant published work that has not been cited by the authors. Any statement that an observation, derivation, or argument had been previously reported should be accompanied by the relevant citation. A reviewer should also call to the editor’s attention any substantial similarity or overlap between the manuscript under consideration and any other published paper of which they have personal knowledge.

Disclosure and Conflict of Interest

Privileged information or ideas obtained through peer review must be kept confidential and not used for personal advantage. Reviewers should not consider manuscripts in which they have conflicts of interest resulting from competitive, collaborative, or other relationships or connections with any of the authors, companies, or institutions connected to the papers.

Duties of Authors

Reporting standards

Authors of reports of original research should present an accurate account of the work performed as well as an objective discussion of its significance. Underlying data should be represented accurately in the paper. A paper should contain sufficient detail and references to permit others to replicate the work. Fraudulent or knowingly inaccurate statements constitute unethical behavior and are unacceptable.

Data Access and Retention

Authors are asked to provide the raw data in connection with a paper for editorial review, and should be prepared to provide public access to such data (consistent with the ALPSP-STM Statement on Data and Databases), if practicable, and should in any event be prepared to retain such data for a reasonable time after publication.

Originality and Plagiarism

The authors should ensure that they have written entirely original works, and if the authors have used the work and/or words of others that this has been appropriately cited or quoted.

Multiple, Redundant or Concurrent Publication

An author should not in general publish manuscripts describing essentially the same research in more than one journal or primary publication. Submitting the same manuscript to more than one journal concurrently constitutes unethical publishing behaviour and is unacceptable.

Acknowledgement of Sources

Proper acknowledgment of the work of others must always be given. Authors should cite publications that have been influential in determining the nature of the reported work.

Authorship of the Paper

Authorship should be limited to those who have made a significant contribution to the conception, design, execution, or interpretation of the reported study. All those who have made significant contributions should be listed as co-authors. Where there are others who have participated in certain substantive aspects of the research project, they should be acknowledged or listed as contributors.

The corresponding author should ensure that all appropriate co-authors and no inappropriate co-authors are included on the paper, and that all co-authors have seen and approved the final version of the paper and have agreed to its submission for publication.

Hazards and Human or Animal Subjects

If the work involves chemicals, procedures or equipment that have any unusual hazards inherent in their use, the author must clearly identify these in the manuscript.

Disclosure and Conflicts of Interest

All authors should disclose in their manuscript any financial or other substantive conflict of interest that might be construed to influence the results or interpretation of their manuscript. All sources of financial support for the project should be disclosed.

Fundamental errors in published works

When an author discovers a significant error or inaccuracy in his/her own published work, it is the author’s obligation to promptly notify the journal editor or publisher and cooperate with the editor to retract or correct the paper.

Pursuing misconduct

Editors have a duty to act if they suspect misconduct. This duty extends to both published and unpublished papers.

Editors should not simply reject papers that raise concerns about possible misconduct. They are ethically obliged to pursue alleged cases.

Editors should first seek a response from those accused. If they are not satisfied with the response, they should ask the relevant employers or some appropriate body (perhaps a regulatory body) to investigate.

Editors should follow the COPE flowcharts where applicable.

Editors should make all reasonable efforts to ensure that a proper investigation is conducted; if this does not happen, Editors should make all reasonable attempts to persist in obtaining a resolution to the problem. This is an onerous but important duty.

Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis (JBDST)

Brazilian Journal of Sexually Transmitted Disease (BJSTD)